16 de janeiro de 2022

Penne com feta e tomate cherry

 


Esta massa surgiu na nossa casa durante a pandemia, naqueles dias em que “conforto” era a palavra de ordem. E como não estávamos imunes a esta coisa, a receita viral nunca mais nos largou. Mas antes este vírus da massa que os outros! É fácil, é barata, e só não a fazemos todas as semanas por que eu não deixo.

 

400 g de massa penne

azeite q.b.

200 g queijo feta

6 dentes de alho

500 g tomate cherry

orégãos q.b.

folhas de manjericão q.b.

sal e pimenta q.b.

 

Numa tabuleiro colocar um pouco do azeite no fundo.

Posicionar o queijo no meio e os tomates à volta, justapostos.

Distribuir os alhos com casca por cima do tomate.

Temperar com sal e pimenta. Polvilhar com orégão e colocar por cima folhas de manjericão.

Regar tudo com azeite.

Levar ao forno aquecido a 200 °C até que o queijo e os tomates fiquem assados mas macios.

Entretanto, cozer a massa com água e sal. Escorrer e reservar.

Retirar o tabuleiro do forno, descascar os alhos assados e colocá-los novamente junto do tomate. Com um garfo, esmagar tudo o que está no tabuleiro.

Deitar a massa na mistura de queijo e tomate e misturar. Juntar mais folhas de manjericão e servir.



9 de janeiro de 2022

Panquecas de mirtilo

 


… ou as melhores panquecas de Nova Iorque. A receita vem no livro “101 Receitas que Tem de Fazer pelo Menos uma Vez na Vida”, do Casal Mistério, que nos ofereceram neste Natal e vale a pena toda a loiça que suja! Fica aqui a receita mas também a podem encontrar na internet. Parece que o segredo está no facto da massa ser batida à mão (com exceção das claras).

 

500 g farinha

1 c. sopa de fermento

150 g açúcar

1 c. chá de sal

6 ovos grandes (gemas separadas das claras)

720 mL leite gordo

170 g manteiga (sem sal) derretida

1 c. chá de extrato de baunilha

250 g mirtilos

50 g nozes picadas

açúcar em pó q.b.

manteiga q.b.

xarope de ácer q.b.

 

Juntar todos os ingredientes secos numa taça.

Noutra taça, bater as gemas, o leite, a manteiga derretida e o extrato de baunilha.

Juntar os ingredientes líquidos aos secos e bater até formar uma massa bem ligada mas com grumos!

Noutra taça, bater as claras em castelo sem deixar que fiquem em castelo.

Envolver das claras na massa, com cuidado e com ajuda de uma espátula, e só depois a outra metade. Deixar ficar alguns grumos e pedaços de claras por envolver!

Numa frigideira quente colocar um pouco de manteiga e um pouco de massa no centro.

Cozinhar a parte de baixo da panqueca e, antes de a virar, espalhar uns quantos mirtilos e uma c. chá de nozes picadas, pressionando para se colarem à massa.

Virar a panqueca do outro lado e deixar cozinhar.

Repetir o processo até a massa acabar.

Servir polvilhadas de açúcar em pó ou, como mais gostamos, barradas com um pouco de manteiga e pinceladas com xarope  de ácer.



Brownies com queijo creme

 

Estes brownies são maravilhosos (talvez pela untuosidade do queijo creme) e são outra receita ganhadora. Provámo-los num lanche familiar, trazidos por umas mãos de fada (obrigada, Guida!), e desde então está no top 10 das receitas cá de casa. Os da foto levaram mascarpone, porque, à falta de queijo de barrar, foi o mais parecido que tínhamos com queijo creme. A receita original tem o nome de “Brownies Ondulados”, porque o queijo faz um aspeto marmoreado à superfície, e aparece num dos livros da Julie Deffense.

 

Para o bolo de chocolate:

65 g farinha

½ c. chá de fermento

¼ c. chá de sal

115 g chocolate de culinária

45 g manteiga

2 ovos

150 g açúcar

1 c. chá de extrato de baunilha

 

Para a mistura de queijo creme:

115 g queijo creme tipo Philadelphia à temperatura ambiente

30 g manteiga à temperatura ambiente

50 g de açúcar

1 ovo

 

Pré-aqueçer o forno a 175 ºC . Untar uma forma quadrada de 22 cm.

Derreter o chocolate com a manteiga numa taça. Reservar e deixar arrefecer.

Para outra taça peneirar conjuntamente a farinha, o fermento e o sal.

Bater os ovos com o açúcar e o extrato de baunilha até obter um preparado esbranquiçado.

À mão ou à máquina, adicionar lentamente à gemada o preparado de chocolate. Depois, às colheradas, incorporar os elementos secos. Bater só para incorporar. Colocar na forma uma camada de massa e reservar a restante.

Bater muito bem a manteiga com o queijo creme. Adicionar o ovo e o açúcar e bater até se obter uma mistura cremosa. Espalhar esta mistura sobre a camada de massa de chocolate que está na forma.

Colocar a massa de chocolate reservada, em zig-zag, sobre a camada de queijo. Com a ponta duma faca espalhar o creme em linhas perpendiculares para lhe dar o efeito marmoreado, mas sempre superficialmente.

Levar ao forno cerca de 35 min e, depois de arrefecer completamente, levar ao frigorífico pelo menos duas horas antes de cortar aos quadrados e servir. Às vezes, é comido antes de chegar ao frigorifico!





16 de outubro de 2020

Bolo de limão e mirtilos

 


A receita é da Rita (La Dolce Rita) e é tão fácil de fazer como de comer. Quase não havia bolo para a foto e nem deu tempo de colocar a cobertura.


Bolo:
2 limões
1 chávena de açúcar
3 ovos
1 iogurte natural (125 gr)
1/2 chávena de óleo
1 1/2 chávenas de farinha
1 c. chá de fermento em pó
1 pitada de sal
1 1/2 chávenas de mirtilos
 
Cobertura:
6 c. sopa de açúcar em pó
2 c. chá de sumo de limão fresco
 
Para o bolo:
Misturar a raspa dos limões com o açúcar e juntar todos os ingredientes líquidos: iogurte, ovos e óleo.
Mexer bem e adicionar os secos: farinha, fermento e sal.
Por fim juntar os mirtilos e envolver na massa.
Levar ao forno a 180 ºC pré-aquecido, numa forma untada e enfarinhada, cerca de 30-40 minutos.
Depois de ter arrefecido cobrir com a cobertura.
 
Para a cobertura:
Misturar os dois ingredientes até formar uma pasta. Ajustar as quantidades se necessário.






25 de maio de 2020

Toalha felpuda



Para quem gosta de bolos molhadinhos e fresquinhos, aqui está uma receita. Uma ideia para colocar na geleira e levar para um pic-nic. A receita que apresento aqui veio do Brasil e há muitas variações para a confeção deste bolo.

Bolo:
4 ovos
100 g manteiga (temperatura ambiente)
1 chávena (chá) de açúcar
200 mL leite de coco
1 ½ chávena (chá) de farinha de trigo
½ chávena (chá) de leite
1 colher (sopa) de fermento em pó

Calda:
1 lata de leite condensado
½ chávena (chá) de leite
200 mL leite de coco

Cobertura:
Coco ralado q.b.

Separar as gemas das claras.
Bater a manteiga com o açúcar e as gemas até obter um creme fofo e esbranquiçado.
Juntar o leite de coco e continuar a bater.
Juntar a farinha e mexer bem.
Adicionar o leite mexendo até obter uma massa homogénea.
Bater as claras em castelo e incorporá-las na massa.
Juntar o fermento e envolver.
Colocar a massa numa forma retangular média, untada com manteiga e polvilhada com farinha.
Levar ao forno aquecido a 180°C até que espetando o palito este saia enxuto.

Depois de frio cortar o bolo em quadrados.
Preparar a calda misturando bem todos os ingredientes.
Molhar rapidamente o bolo na calda, de ambos os lados, e envolver cada quadrado em coco ralado.
Colocar cada quadrado num pedaço de papel de alumínio para manter a humidade.
Levar ao frigorífico e comer fresquinho.



17 de maio de 2020

Tarte de grão e coco




A receita original tem massa folhada (Revista Bimby, Outubro de 2018). Fi-la sem a massa folhada e o resultado foi igualmente agradável.

250 g massa folhada
230 g açúcar amarelo
1 tira de casca de limão, só a parte amarela
125 g grão-de-bico cozido escorrido
100 g coco ralado
3 ovos
20 g manteiga à temperatura ambiente
25 g farinha c/ fermento
1 c. chá de canela em pó
Açúcar em pó q.b. p/ polvilhar.

Com Bimby: Triturar a casca de limão com o açúcar (15 Seg/Vel 10). Juntar o grão, o coco, os ovos e a manteiga e triturar 15 Seg/ Vel 7. Juntar a farinha e canela e envolver 10 Seg/Vel 3. Deitar a massa numa tarteira untada e polvilhada. Levar ao forno pré-aquecido a 180 ºC até que o palito saia enxuto. Depois de fria, polvilhar com açúcar em pó (facultativo).

Sem Bimby: Raspar a casca do limão. Numa taça triturar o grão com a varinha mágica. Juntar os restantes ingredientes terminando na farinha e triturar até obter uma massa homogénea. Deitar a massa numa tarteira untada e polvilhada. Levar ao forno pré-aquecido a 180 ºC até que o palito saia enxuto. Depois de fria, polvilhar com açúcar em pó (facultativo).





16 de março de 2020

Pão de frigideira sem farinha



Numa altura em que precisámos de voltar a fazer pão em casa, deixo aqui uma receita simples de fazer. Há várias variações desta receita mudando o tipo de farinha. Estas quantidades dão para uma frigideira pequena (~20 cm ∅). O pão da foto foi feito com farinha de amêndoa.

2 ovos
2 c. chá de requeijão/mel
2 c. sopa  (bem cheias) de farinha de amêndoa/coco
1 c. sopa (rasa) de farinha de linhaça
1 pitada de sal
1 c. café de fermento
azeite para untar

Bater os ovos e adicionar os restantes ingredientes. Bater bem. Colocar na frigideira untada com azeite, em lume muito brando. Tapar. Quando o centro se apresentar seco, voltar como se fosse uma tortilha. Deixar cozer tapado.