26 de abril de 2019

Bolo de cenoura e coco



Bolo de cenoura é bom. Bolo de coco também. A mistura dos dois ingredientes num bolo é excelente. Podem espreitar a preparação deste bolo clicando AQUI. O da foto levou cobertura de chocolate porque se vestiu de festa. A corbertura foi feita com 200 g de chocolate de culinária (1 tablete) e 200 mL de natas (1 pacotinho).

5 ovos
300 g açúcar
300 g farinha
4 cenouras raladas
100 g coco ralado
200 mL de óleo
1 c. chá de fermento em pó
1 iogurte natural

Bater com ovos com o açúcar, de preferência com a batedeira. Juntar a farinha e continuar a bater. Incorporar os restantes ingredientes pela ordem em que aparecem na lista. Levar o bolo ao forno pré-aquecido a 180 ºC, em forma untada e polvilhada com farinha, até que o palito saia enxuto.




1 de abril de 2019

Tarte de Santiago




Para amantes de amêndoa, aqui está um festim. Já tinha comido várias vezes a de compra mas esta é muito melhor. Esta receita entrou-nos em casa pela mão da Fátima (em boa hora!) e é a que a Rita Nascimento tem publicada. Há vídeo e tudo. Vejam aqui.

250 g açúcar
250 g farinha de amêndoa
5 ovos
1/2 c. chá de canela em pó
Raspa de 1 limão pequeno
Açúcar em pó para polvilhar

Bater os ovos com o açúcar e envolver os restantes ingredientes nessa gemada.
Levar ao forno pré-aquecido a 170 ºC, numa tarteira forrada com papel vegetal, durante 30 minutos. O palito enxuto e a cor da crosta são outros indicativos da cozedura completa.
Polvilhar com açúcar em pó deixando o formato da Cruz de Santiago no centro.


2 de março de 2019

Bolo de gelado


Aqui está uma receita rápida e simples para quem não complica nos doces. O gelado que usei era de caramelo mas dizia a senhora da televisão, com quem aprendi a receita, que pode ser feito com qualquer sabor. Parece que não funciona com sorvete.






1 caixa de gelado derretido
2 chávenas de farinha com fermento
½  chávena de açúcar amarelo
pepitas de chocolate q.b

Misturar o gelado derretido com a farinha, que se adiciona aos poucos. 
Juntar o açúcar e misturar bem. Adicionar o chocolate em pedaços e envolver toda a mistura.
Levar a massa ao forno aquecido a 180 ºC, numa forma untada e polvilhada com farinha, até que o palito saia enxuto.




29 de junho de 2018

Tapioca doce



Faz-se como o arroz doce mas, ao contrário deste, tem um clube de fãs mais pequeno. Cá em casa faz-se muitas vezes e comemo-la, geralmente, fresquinha ao pequeno-almoço. E somos todos fãs. Há quem faça com água e leite mas gostamos mais só com leite. A receita aqui vai:

125 g tapioca granulada
1L leite
Casca de 1 limão
1 pau de canela
1 pitada de sal
3 gemas batidas
150 g açúcar
Canela em pó q.b.

Colocar a tapioca de molho, cobrindo-a com excesso de água fria e uma pitada de sal, durante 2 horas.
Levar o leite ao lume com a casca de limão, a canela em pau e uma pitada de sal até perto da fervura. Baixar o lume e juntar a tapioca escorrida e mexer durante 3 minutos, sem deixar ferver. Juntar o açúcar e incorporar as gemas batidas em fio, mexendo bem. Deixar engrossar sem ser demasiado. Servir em taça ou tacinhas e polvilhar com canela.






28 de janeiro de 2018

Salame de chocolate




Um salame de chocolate não tem nada que saber. No entanto, continua a ser um doce muito apreciado nas festas infantis e não só. Deve ter sido das primeiras coisas que fiz na cozinha, sozinha. Pela simplicidade e pelo facto de não ir ao forno. Os meus filhos dizem que o meu é melhor que os outros e não vale a pena desmenti-los! A maior parte das pessoas usa margarina e eu uso manteiga, tal como aprendi com a minha mãe. Talvez seja essa a diferença. Este da foto mascarou-se de garrafa de Coca-Cola, mas por dentro é a receita de sempre:

100 g manteiga mole
100 g de açúcar
100 g chocolate em pó
1 ovo
1 pacote de bolacha Maria (200 g) partida em pedacinhos

Misturar tudo, com exceção da bolacha. Juntar a bolacha partida em pedaços pequenos e moldar um cilindro com ajuda de papel vegetal. Quando se conseguir a coesão certa de todos os ingredientes, transferir o salame para uma folha de papel de alumínio, na qual se embrulha e vai ao frigorífico para ganhar consistência, até à hora de fatiar.

A brincadeira da garrafa foi feita pincelando meia garrafa de Coca-Cola com chocolate derretido e, depois de frio, colocando o salame na meia garrafa. Foi ao frigorífico até ganhar consistência. 





27 de dezembro de 2017

Glühwein e Festas Felizes



Na Alemanha não há mercado de Natal sem Glühwein. Aqui fica uma versão que experimentei fazer na Bimby. Já bebi mais ou menos docinha, mais ou menos alcoólica e é sempre uma bebida reconfortante nos dias frios. Pode aquecer-se a mistura por mais ou menos tempo mas sempre sem deixar ferver. Aproveito para deixar a todos votos de Feliz 2018!

750 g vinho tinto
250 g água
80 g de açúcar amarelo
2 paus de canela
2 estrelas de anis
3 cravinhos
sumo de 1 laranja
1 laranja com casca cortada em pedacinhos
1 cálice de aguardente ou brandy ou rum (opcional)


Colocar tudo no copo e programar 20 Min /80 ºC / Vel. colher inversa. 


15 de novembro de 2017

One-pan pasta



Para os adeptos da simplicidade, uma receita da Martha Stewart que vi no 24Kitchen. Para quem quiser acompanhar a confeção, fica aqui o vídeo.

1 pacote de linguini
12 tomates cereja cortados ao meio
1 cebola cortada em fatias finas
4 dentes de alho finamente cortados
1/2 c. chá de flocos de pimenta vermelha
2 raminhos de manjericão, mais folhas para enfeitar
2 c. sopa de azeite, mais um pouco para servir
Sal grosso e pimenta moída
4 1/2 chávenas de água a ferver
Queijo parmesão ralado, para servir



Num tacho largo e baixo ou numa frigideira larga e reta colocar a massa, sem cortar, e  por cima todos os outros ingredientes, com exceção do queijo.
Ferver a mistura, mexendo a massa frequentemente, até que a massa esteja al dente e a água tenha quase evaporado, cerca de 9 minutos.
Retificar os temperos e servir regado com um fio de azeite e queijo parmesão recentemente ralado.