26 de dezembro de 2013

Bolinhos, Biscoitos e Boas Festas

Já lá vai o tempo em que se faziam e deixavam bolinhos para a madrugada longa do Pai Natal. Hoje fazemos bolinhos e bolachas para oferecer ou para nos regalarmos, que somos todos gulosos…Temos experimentado novas receitas e repetido algumas delas, como as que deixo hoje aqui.
Aproveito para desejar a todos Festas Felizes e docinhas, cheias de momentos de encontro que esta época promove. Que a ternura do Deus-Menino nos faça presente para os outros!


Argolas de limão
(Fonte: Revista Bimby-Dez2012, p.62; indicações para confecção na Bimby entre parênteses)




100 g manteiga à temperatura ambiente
100 g queijo-creme
150 g açúcar
1 ovo
1 c. chá de raspa de limão
10 g sumo de limão
340 g farinha tipo 55
1 pitada de sal
1 c. chá de fermento

Misture a manteiga e o queijo (30 Seg/Vel 4). Adicionar o açúcar, o ovo e a raspa e sumo de limão. Misturar bem (1Min30Seg/Vel 4). Juntar a farinha, o sal e o fermento e envolver (15 Seg/Vel 3).
Com a ajuda de um saco de pasteleiro, ou mesmo à mão, moldar roscas de massa que se dispõem num tabuleiro forrado com papel vegetal. Levar ao forno aquecido a 180 ºC, cerca de 20 min.



Biscoitos da avó
(Fonte: Revista Bimby-Jul2012, p.37; indicações para confecção na Bimby entre parênteses)




200 g manteiga
2 gemas
1 lata de leite condensado
2 c. chá de raspa de limão
250 g farinha tipo 65
1 c. chá de fermento
1 clara

Bater vigorosamente a manteiga com as gemas (1 Min/37º/Vel 3). Juntar o leite condensado em fio, mexendo sempre (pelo bocal adicionar com a Bimby a funcionar na Vel 3). Juntar a raspa de limão, a farinha e o fermento e envolver (30 Seg/Vel 3 ½; baixar a farinha que ficou nas paredes do copo e envolver mais 10 Seg/Vel 3 ½).
Com a ajuda de 2 colheres de sopa, colocar pequenos montinhos de massa num tabuleiro forrado com papel vegetal. Deixar algum espaço entre a massa. Pincelar com a clara. Levar ao forno aquecido a 180 ºC, cerca de 20 min.


Queques de Natal



  
125 g manteiga
125 g açúcar amarelo
2 ovos
125 g de farinha
1 c. chá de fermento
1 c. chá de essência de baunilha

açúcar em pó para polvilhar

Misturar tudo com excepção da farinha e do fermento. Bater bem(1 Min/Vel 6). Adicionar a farinha e o fermento  e envolver (15 Seg/Vel 5).

Colocar forminhas de papel dentro de formas de queques e colocar massa até metade da capacidade. Levar ao forno aquecido a 180 ºC, até estarem cozidos. 
Depois de frios podem polvilhar-se com açúcar em pó.





12 de outubro de 2013

Salame de chocolate


Queria uma versão Bimby de salame de chocolate e experimentei esta, assim enformada. Não é igual à cá de casa, que leva amêndoa e menos ovos, mas saiu-se muito bem.


200 g chocolate em pó
200 g bolacha maria
200 g açúcar
150 g manteiga
4 gemas

Pulverizar o açúcar alguns segundos na Vel 9. Reservar.
Triturar metade das bolacha:  10 Seg/Vel 4. Reservar. Repetir a operação com as restantes bolachas.
Juntar as gemas, a manteiga e o açúcar e aquecer: 5 Min/70º/Vel 4.
Juntar o chocolate e misturar bem: 20 Seg/Vel 5.
Acrescentar a bolacha e envolver com a espátula.

Moldar o salame em rolo, com ajuda de papel vegetal, e envolver com papel de alumínio. Levar ao frigorífico.

Outra possibilidade é colocar o preparado numa forma de bolo inglês forrada com película aderente. Depois de refrigerado, desenforma-se como um bolo.


Pra lá de fácil


Efectivamente, esta receita do livro Bimby "Doces e Sobremesas" tem o nome de “Pra lá de bom”. A versão que aqui deixo é o gelado feito a partir deste doce. Difícil, só mesmo conseguir uma foto. Foi o que se conseguiu arranjar. 


2 pacotes de natas frescas
1 lata de leite condensado
250 g de queijo mascarpone
200 g de amêndoa laminada
caramelo q.b.

Bater as natas (com a borboleta: 2-3 Min/Vel 3). Retirar as natas batidas e reservar.
Sem lavar o copo, bater o queijo mascarpone e o leite condensado: 2 Min/Vel 3.
Deitar as natas no copo e envolver: 30 Seg/Vel 3.


Colocar caramelo no fundo de uma forma redonda e polvilhar com 1/3 da amêndoa. Deitar metade da mistura por cima e colocar mais uma camada de amêndoa, deitando depois o resto da mistura e terminando com o resto da amêndoa. Levar ao congelador para solidificar. Na altura de servir, colocar o fundo da forma sobre água quente, descolar a parte lateral com uma faca e desenformar o gelado.


19 de julho de 2013

Tarte gelada com fruta



A foto anexa tem quase um ano. Fiz esta tarte por ocasião do aniversário do João-pai e serviu como bolo de aniversário. Na recuperação de receitas de bolos-gelados fui ao baú desencantar a foto e aqui fica a descrição da receita que segui a partir da revista Bimby n.20, de Julho de 2012. No sítio onde estávamos a passar férias não encontrei amoras e fiz a tarte com framboesas. 

100 g açúcar
150 g cones para gelado
100 g manteiga
120 g amoras (ou framboesas) mais umas quantas para a decoração
600 g gelado de baunilha
2 bananas médias
Sumo de meio limão
200 g morangos mais uns quantos para a decoração

Pulverizar o açúcar: 10 Seg/Vel 9. Reservar.
Triturar os cones com a manteiga: 10 Seg/Vel 5; baixar o que fica nas paredes e, novamente, 10 Seg/Vel 5. Com este preparado forrar o fundo de uma forma sem buraco (22 cm de diâmetro, aprox.)
Picar as amoras com 25 g açúcar: 5 Seg/Vel 5. Juntar 200 g de gelado e misturar: 5 Seg/Vel 5. Colocar este preparado sobre a base e levar ao congelador por uma hora.
Findo o tempo de espera, no copo limpo, picar as bananas com 25 g de açúcar e o sumo de limão: 5 Seg/Vel 5. Juntar 200 g de gelado e misturar: 5 Seg/Vel 5. Colocar este preparado sobre o gelado de amoras e levar ao congelador por uma hora.
No fim de uma hora, picar os morangos com 50 g açúcar: 5 Seg/Vel 5. Juntar 200 g de gelado e misturar: 5 Seg/Vel 5. Colocar este preparado sobre o gelado de banana e levar ao congelador por uma hora.

Retirar do congelador 15 min antes de servir. Servir decorado com amoras e morangos.

Bolo gelado de chocolate e natas


Entre o meu grupo de colegas é conhecido como o gelado da Engª Bárbara. Este ano foi a receita escolhida para festejar o meu aniversário com os de casa.
Mesmo usando uma forma de fundo solto, forro a forma com película aderente de modo a facilitar o acto de desenformar.

1 mousse de chocolate (uso a receita publicada neste blog – clicar AQUI)
2 a 3 pacotes de natas frescas
4 a 6 colheres rasas de açúcar
Suspiros a gosto (100-120 g; se comprarem na pastelaria, optem pelos “dedos-de-dama”)

Preparar a mousse e reservar no frigorífico.
Bater as natas com o açúcar (2 colheres de açúcar para cada pacote).


Colocar na forma uma camada de mousse, polvilhar com suspiros esmigalhados; cobrir com uma camada de natas batidas e polvilhar com suspiros esmigalhados. Repetir as operações até terminarem os preparados. O número de camadas vai depender do diâmetro da forma. Cobrir com película aderente e levar ao congelador até ao momento de servir. Depois de desenformar, espalhar suspiros desfeitos por cima.


Brownies com bolacha Oreo


Depois de ter visto a Lorraine Pascale a fazer estes brownies na televisão, já repeti a receita mais de uma dezena de vezes. E ainda não enjoei. Para os maluquinhos por chocolate e não só:

165 g de manteiga, quando posso uso sem sal
200 g de chocolate de culinária partido aos bocadinhos (de preferência com 70% de cacau)
3 ovos
2 gemas
1 vagem de baunilha (sementes) ou 2 colheres de chá de essência de baunilha
165 g de açúcar mascavado ou amarelo
2 colheres de sopa de farinha
1 colher de sopa de cacau em pó
uma pitada de sal
150 g de bolachas Oreo (um pacote)
Açúcar em pó, para polvilhar

Aquecer o forno a 180 ºC. Untar um pequeno tabuleiro ou pyrex com manteiga e reservar.
Derreter a manteiga num tacho. Retirar do lume, juntar o chocolate e misturar bem para que derreta e forme um creme liso.
Bater os ovos, as gemas e a baunilha e juntar o açúcar por duas vezes, misturando bem a massa entre cada uma das vezes. Sob agitação vigorosa, juntar o chocolate à gemada, adicionar a farinha, o cacau, o sal, e dois terços das bolachas partidas em pedaços grandes.

Colocar a massa na forma preparada e distribuir por cima as restantes bolachas. Levar ao forno até que o palito saia enxuto e depois de cozida deixar que a massa arrefeça na forma. Cortar em quadrados que se polvilham com açúcar em pó.

20 de junho de 2013

Salmão com bacon



Gosto muito dos programas e das receitas da Lorraine Pascale (tenho visto na SIC Mulher) e da simplicidade de algumas delas. Este salmão é um exemplo disso. O acompanhamento de eleição para este prato é parecido com o que fez no programa, mas talvez ainda mais simples. Existem uns lombos estreitos de salmão, embalados em vácuo e congelados, que se prestam bem a este prato.

Lombos de salmão sem pele nem espinhas
2-3 fatias de bacon por cada lombo
Pimenta (mistura de 5 bagas moídas no momento)

Batatas cozidas em água com sal e folhas de hortelã
Cebola picada
Salsa picada
Azeite

Dispor 2 ou 3 fatias de bacon (depende da largura das mesmas) paralelamente e ligeiramente sobrepostas.
Colocar o salmão por cima, na perpendicular, temperar com pimenta e rolar o salmão enrolando o bacon à sua volta.
Numa frigideira anti-aderente com o fundo ligeiramente untado com um fio de azeite colocar os “rolos” do peixe e deixar alourar na gordura que se vai libertando, virando as peças para ganharem cor de todos os lados.

Para acompanhar, misturar as batatas cozidas esmagadas, mas não em puré, com a salsa a cebola e o azeite a gosto.


Batatas a murro no forno micro-ondas



Desde que descobrimos esta maneira rápida de fazer batatas não queremos outra coisa. Penso que há vídeos na internet qua explicam tudinho, mas aqui vai a versão escrita. Já fiz com vários tipos de batatas: primor, para assar, brancas, vermelhas. Tudo serve.

- Lavar as batatas, picá-las com um garfo em dois sítios.
- Colocá-las num pyrex, sem as sobrepor, e levar ao forno micro-ondas, durante 15 minutos, na potência máxima.
- Passado esse tempo, verificar se as batatas estão cozidas, isto é, se sucumbem sem dificuldade ao murro! Se não estiverem, levar mais alguns minutos ao micro-ondas até estarem prontas. Este tempo será função do tipo de batatas e da potência do forno. Não se pode usar demasiada força para não as deixar KO. Uso uma colher de pau para interpor entre a batata e a mão e evitar eventuais queimaduras. Reservar.
-Numa frigideira que seja do mesmo diâmetro do pyrex, colocar azeite a aquecer cobrindo o fundo. Quando estiver quente, colocar as batatas. Deixar que ganhem cor na face em contacto com o azeite. Voltar as batatas para que corem na outra face.

-Quando as batatas estiverem coradinhas e estaladiças, retirar do lume, juntar 3 ou 4 dentes de alho muito picados que vão alourar com o calor do azeite e das batatas. Polvilhar com sal grosso e servir quentes.




5 de junho de 2013

Bolo arco-íris



Este bolo foi feito para o Dia da Criança e, garanto-vos, recebido com muito agrado não só pelas crianças. A novidade da receita vive mais da montagem do que da confecção da matéria-prima. As quantidades dos enfeites são ajustáveis ao tamanho do bolo. Como as minhas formas de buraco não têm o mesmo diâmetro na base e no topo, usei uma forma sem buraco para cozer o bolo e depois recortei no bolo a forma de arco-íris. Já vi bolos de aniversário com letras ou números recortados e seguindo a mesma técnica.

O que é necessário:
- um bolo simples; usei um bolo de iogurte;
- creme para colar os enfeites: 1 embalagem de queijo mascarpone + 2 colheres de sopa de açúcar em pó + 1 colher de sopa de essência de baunilha; tudo bem batido. Com este creme barra-se toda a área externa do bolo recortado;
- drageias coloridas de chocolate, separadas por cores; usei m&ms; colocam-se por cima segundo o arco do bolo.

- barras ou canudos de chocolate; usei kit-kat partindo a tablete em barrinhas; colocam-se em toda a lateral do bolo. Dependendo da altura do bolo, poderá haver a necessidade de cortar as barrinhas, situação que sucedeu no meu caso. As sobras… rapidamente desapareceram!

30 de abril de 2013

Cupcake cake & fake cupcake


 
 
O título deste post parece um Destrava Línguas, mas continuando a saga dos bolos de aniversário aparece esta dupla. A Madalena para a sua festa dos 9 anos pediu que o tema fossem os cupcakes. Assim, teve direito a bolo de cupcakes e os convidados ainda tiveram direito a um cupcake utilitário ou decorativo, consoante fizeram ou não uso das meias. Os cupcakes de comer já foram publicados no blog e são os favoritos da aniversariante. Os fingidos são feitos com um par de meias e um chupa-chupa.

Bolo Lego


 
Ontem comprei a revista Bimby do mês de Maio e encontrei, no interior, um bolo para o dia-da-criança muito parecido com o que fiz para os 5 anos do João Maria. Deixo aqui a foto do bolo. A festa teve o tema Lego, porque o aniversariante é grande fã destes bloquinhos de construção. Os bolos foram de chocolate e de iogurte cobertos com pasta portuguesa.

29 de abril de 2013

Torta de frutas e canela




Vi a confecção desta torta/travesseiro num programa do chef JA, na SIC mulher. Muito simples e rápida, ideal para rematar um almocinho ou jantarinho.

4 metades de pêssego em calda (porque não tinha frescos)
12 morangos
2 maçãs Golden
sumo de 1/2 limão
canela em pó q.b.
1 rolo de massa folhada estendida rectangular
1 gema 
manteiga q.b.
açúcar q.b.

Arranjar os morangos e cortá-los ao meio, se forem grandes em quartos.
Descascar as maçãs e partir aos cubos. Cortar os pêssegos aos cubos.
Juntar tudo numa taça e adicionar o sumo de limão e a canela.
Estender a massa folhada num tabuleiro forrado com papel vegetal.
Colocar a mistura das frutas no sentido longitudinal, acrescentar nozes de manteiga e um pouco de açúcar.
Enrolar a massa folhada para fazer uma torta e fechar as laterais.
Bater a gema, juntar um pouco de água e pincelar a torta.
Levar a torta a forno aquecido a 220 ºC durante 15 minutos.
Passar a torta para um prato e servir de imediato.


Bolo de amêndoa e cinco anos de vida




Ontem o blog fez anos e teve direito a bolo de comemoração. Um bolo simples para um blog simples. A receita foi adaptada de uma outra “apanhada na rede” (http://www.simplesmentedelicia.com/?p=734).

forma:
1 c. sopa de manteiga amolecida
6 c. sopa de amêndoas fatiadas/laminadas
2 c. sopa de açúcar
bolo:
110 g amêndoas inteiras
1 copo bem cheio de açúcar
1 pitada de sal
3 ovos grandes
100 g de manteiga à temperatura ambiente
1 c. sopa de rum ou brandy
1 copo mal cheio de farinha
1 c. chá fermento em pó

Untar generosamente um forma sem buraco. Polvilhar o fundo e os lados com amêndoas fatiadas/laminadas. Polvilhar com açúcar o fundo e os lados. Reservar.

Pulverizar as amêndoas (20 Seg/Vel 7).
Juntar o açúcar, o sal e a manteiga e bater bem (30 Seg/Vel 5).
Adicionar os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição (com a Vel 5 a funcionar, deitar os ovos, um a um, pelo orifício, até totalmente incorporados).
Adicionar o rum a farinha e o fermento. Incorporar (15 Seg/Vel 4).

Colocar a massa na forma reservada e levar a forno quente (180 ºC) até o palito sair enxuto.


5 de abril de 2013

Bolo João


 
A nossa família tem muitos Joões. Mas o nome deste bolo perde-se no tempo e não tem nada a ver com os homens da família. Conheci-o nos lanches em casa da prima Glorinha, que já é hoje bisavó. Se um qualquer bolo simples for regado, ainda quente, com um chá de limão e depois polvilhado com coco ralado, ganha nome de gente. Nos dias quentes guarda-se no frigorífico para se comerem as fatias fresquinhas.

Fica aqui uma possível receita de bolo-base:

 

4 ovos

2 chávenas de açúcar

1 chávena de leite morno

3 chávenas de farinha com fermento

1 c. chá de fermento em pó

raspa de 1 limão

4 c. sopa de manteiga derretida

 

1-2 chávenas de chá de limão (cascas de limão fervidas na água) adoçado a gosto

Coco ralado para polvilhar
 

Fazer a massa do bolo batendo bem os ovos com o açúcar e a raspa de limão, juntar o leite e a manteiga, e incorporar, por fim, a farinha e o fermento.

Na Bimby: com a borboleta, bater os ovos e o açúcar 5 Min/Vel 6; Juntar a raspa, o leite e a manteiga e bater 1 Min/Vel 4; sem a borboleta: juntar a farinha e o fermento e incorporar 20 Seg/Vel 3.
 
Levar ao forno quente  (180 ºC) em forma untada e polvilhada até que o palito saia enxuto. Descolar o bolo da forma, regar com o chá quente e desenformar. Cobrir com coco ralado e, depois de frio, guardar no frigorífico até servir.
 
 

8 de março de 2013

Tarte de alho francês, bacon e cogumelos


 
O que fazer aos pés dos cogumelos que sobraram da receita do post anterior? Incorporá-los numa tarte. É a tarte salgada preferida cá de casa e as quantidades dos ingredientes podem variar um pouco (olhómetro). No entanto, os ovos e as natas são usados sempre nesta  exacta quantidade.
 
1 base de massa folhada
150 g bacon aos cubos
Fio de azeite
2-3 (dependendo do tamanho) alhos franceses (só a parte branca) lavados e cortados às rodelas
150 g cogumelos frescos
Orégãos q.b.
5 ovos
1 pacote de natas/creme de soja
Sal e pimenta q.b.
150 g queijo mozarella ralado

 
Colocar a massa folhada numa tarteira e reservar.

Estalar o bacon num fio de azeite. Adicionar os cogumelos e o alho francês. Tapar o tacho para que vão cozinhando no próprio vapor. Temperar com oregãos. Colocar esta mistura na tarteira forrada com a massa.

Bater os ovos com as natas. Temperar com sal e pimenta. Incorporar o queijo. Deitar este preparado por cima do “recheio”.

Levar a forno aquecido a 180 ºC até que a tarte apresente uma cor dourada.
 
 
 

Cogumelos com alheira


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Não tem nada que enganar. Simples, mais simples, não há! Pela sua simplicidade, faço muitas vezes como entrada. Em alternativa, pode usar-se farinheira. O sabor deste prato vive da qualidade dos seus ingredientes. A simplicidade vive desta estequiometria 1:1.

Reirar o pé aos cogumelos que foram previamente lavados com água e vinagre.

Colocar uma porção generosa de alheira na cavidade do cogumelo.

Levar ao forno a assar, a 180 ºC.
 
 
 

31 de janeiro de 2013

Lasanha de pão de forma




Quando me sobram sandwiches das festas, faço outra versão a que chamo Fim-de-Festa e que já publiquei. Existem imensas versões desta lasanha de pão mas deixo aqui a mais calórica e, simultaneamente, a mais saborosa. As quantidades aqui descritas foram tiradas do site do Lidl.

1 embalagem de pão de forma
300 g de fiambre fatiado
300 g de queijo flamengo fatiado
100 g de queijo mozzarella ralado
100 g de manteiga amolecida
4 ovos
4 dl de natas
4 c. sopa de polpa de tomate ou ketchup
1 pitada de noz-moscada
Sal e Pimenta q.b.

Misturar a manteiga com a polpa de tomate até ficar uma pasta lisa.
Torrar o pão e barrá-lo, só de um lado, com a pasta.
Barrar um tabuleiro ou pyrex com o resto da pasta, colocando de seguida camadas alternadas de pão, fatias de fiambre e de queijo, sendo a última camada de queijo.
Misturar os ovos com as natas, temperar com sal, pimenta e noz-moscada e mexer bem.
Vertera mistura sobre os ingredientes do tabuleiro e polvilhar com o queijo mozzarella ralado.
Leve ao forno pré-aquecido a 180º C durante cerca de 20 minutos.
Servir quente.


Guisado de grão e linguiça com ovos




Os dias frios convidam a guisados, estufados e caldeiradas. Esta receita está na revista de Janeiro de 2013, edição, alías, repleta de guisados e gratinados excelentes. A receita está também on-line no Mundo de Receitas Bimby.

250 g de cebola às rodelas
20 g azeite
300 g linguiça às rodelas;
250 g cenoura aos cubos
400 g tomate pelado
500 g grão cozido
Sal q.b.
1 malagueta (opcional)
6 ovos

Refogar a cebola, o azeite e a linguiça (5Min/Varoma/Vel colher inversa)
Juntar a cenoura e o tomate e cozinhar (10Min/100º/Vel colher inversa)
Adicionar o grão, o sal e a malagueta e envolver.
Colocar num pyrex, fazer pequenas cavidades na superfície, dispondo os ovos com cuidado nessas cavidades.
Levar ao forno aquecido a 180 º C cerca de 30 min.
Servir de seguida.



Bolo de manga e laranja



Um bolo fresco que pode ser feito com polpa de lata (como é o caso deste) ou polpa fresca. A receita foi adaptada de um dos meus blogs de eleição.

280 g açúcar
uma casca de laranja
250 g polpa de manga
4 ovos
110 g de óleo
220 g farinha
1 c. chá de fermento
1 manga descascada às fatias
Sumo de duas laranjas

Untar com margarina e polvilhar com farinha uma forma sem buraco.
No fundo da forma dispor as fatias de manga. Reservar.
Pré-aqueçer o forno a 180ºC.
Colocar no copo seco o açúcar e a casca fina da laranja e pulverizar 15 Seg/Vel 9.
Juntar a manga, os ovos e o óleo e programar 1 Min/Vel 6.
Juntara farinha e o fermento e envolver 15 Seg/Vel 3.
Colocar a massa dentro da forma e levar ao forno até o bolo estar cozido.
Ao sair do forno picar o bolo com um palito e regar com metade do sumo.
Esperar que arrefeça uns minutos antes de desenformar. Depois de desenformar picar o bolo no espaço entre a manga e regar com o resto do sumo.


30 de janeiro de 2013

Bolo de doce de framboesa




Parece que nesta casa só se comem bolos! Mas de facto, desde que me lembro de ser gente, raro é o Domingo em que não há um bolo para o lanche. Este é um bolo simples que adaptei à Bimby a partir de uma receita que tirei daqui.

3 ovos
75 g açúcar
60 g manteiga
300 g farinha
1 c. sopa de fermento
250 g doce de framboesa

Bater os ovos com a manteiga e o açúcar (1 Min/50 ºC/Vel 5).
Juntar a farinha e o fermento e envolver (20 Seg/Vel 3).
Juntar o doce e envolver (20 Seg/Vel 3).
Vai ao forno quente (180ºC) em forma de buraco untada de manteiga e polvilhada de farinha.


10 de janeiro de 2013

Bolo de cenoura, nozes e canela





Outro bolo rico da categoria dos aromáticos e deliciosos. A receita é da revista Bimby de Dezembro de 2012 (p.63).



120 g miolo de noz
280 g cenoura cortada aos pedaços
8 ovos
360 g açúcar mascavado (porque não tinha moreno)
120 g óleo
1 c. sopa de canela
240 g farinha
2 c. chá de fermento
Manteiga e farinha para a forma
Açúcar em pó para enfeitar

Triturar as nozes (3 Seg/Vel5). Reservar.
Ralar a cenoura (5 Seg/Vel 5). Juntar às nozes e reservar.
Bater os ovos com o açúcar (com borboleta: 3 Min/Vel 3,5).
(Sem borboloeta) Juntar o óleo, a canela, a farinha, o fermento, as nozes e a cenoura e envolver (15 Seg/Vel 3).
Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC, numa forma grande sem buraco untada e polvilhada com farinha.
Depois de arrefecer polvilhar com açúcar em pó.




4 de janeiro de 2013

Creme de espinafres


 
 
Parece incrível que fazendo-se tantas sopas cá em casa raramente dou notícia delas. Talvez por serem tão simples que passam despercebidas. Esta teve direito a destaque porque a máquina tinha acabado de fotografar outra coisa e aproveitou-se a onda.

3 dentes de alho cortados ao meio
30 g de azeite
5 pés de coentros
1 curgete com casca cortada aos pedaços
1 curgete sem casca cortada aos pedaços
0,5 L água fervente (um pouco menos se as curgetes forem pequenas)
200 g de folhas de espinafres
Sal q.b.

Fritar o alho e os coentros no azeite (5 Min/Varoma/Vel 1). Juntar as courgetes, os espinafres, a água e cozer (20 Min/100º/Vel 1). Juntar sal a gosto e triturar (10 Seg/Vel 7 + 30 Seg/Vel 10).
Servir com pão torrado, natas ou queijo feta esboroado.



Mousse de limão



Com o resto do leite condensado que sobrou da preparação do Bolo de Reis fiz uma mousse de limão. Com sumo de limão e algum coco ralado dei um ar de festa aos copos.

200 g leite codensado aprox.
1 iogurte de aroma de coco
1 iogurte de aroma de morango
Sumo de um limão pequeno

Misturar o leite com os iogurtes e com ajuda da vara de arames adicionar o sumo de limão, batendo bem para espessar a mistura. Já está!

Bolo de Reis - Feliz 2013!



A revista Bimby deste mês saiu ainda em Dezembro e traz esta sugestão que foi logo posta em prática para o Natal. O bolo é delicioso e muito parecido com a coroa natalina da minha prima Elizabete. Provavelmente é também uma receita trazida do Brasil. A revista sugere uma cobertura com glacé mas comemo-lo mais ao natural. Em vez de 50 g de ameixas usei ameixas e alperces (25/25).

4 ovos
1 pitada de sal
100 g manteiga à temperatura ambiente
150 g açúcar amarelo
200 g leite condensado
80 g leite
150 g farinha tipo 55
1 c. chá de fermento em pó
25 g ameixas secas picadas
25 g alperces secos picados
50 g nozes picadas grosseiramente

Bater as claras em castelo com uma pitada de sal (com a borboleta: 4 Min/Vel 3,5). Reservar.
Bater a manteiga, as gemas, o açúcar e o leite condensado e o leite (com a borboleta: 2 Min/Vel 3).  Incorporar a farinha e o fermento (10 Seg/Vel 3). Incorporar os frutos secos com a ajuda da espátula. Incorporar as claras com ajuda duma vara de arames.
Vai ao forno aquecido a 180 ºC, em forma pequena de buraco bem untada de manteiga  e polvilhada com farinha, até sair o palito enxuto.
Depois de frio decorar a gosto.